Causas da dificuldade auditiva

As dificuldades auditivas podem ser congénitas, se ocorridas antes do nascimento, ou adquiridas. Se adquiridas em fase adulta, podem ser consequência de vários fatores:

Envelhecimento

Processo de envelhecimento natural

A idade é o principal fator de perda de audição. O envelhecimento conduz ao desgaste natural do sistema auditivo perdendo eficácia e conduzindo à natural perda de audição. A dificuldade em ouvir vozes ou perceber conversas, não identificar ruídos são algumas das queixas mais frequentes.

Exposição prolongada a sons de alta intensidade

A exposição prolongada a sons de alta intensidade é uma causa muito comum de perda auditiva.

A perda de audição associada a profissões com elevada exposição a ruídos é muito comum em, por exemplo, trabalhadores de fábricas, operários da construção civil, militares, entre outros. Alguns comportamentos sociais também podem conduzir à perda de audição, concertos ao vivo, uso de auscultadores sem controlo de volume.

O que fazer?

A meningite, síndrome de Meniére ou outras condições físicas

Algumas condições físicas podem levar a uma perda de audição gradual ou até mesmo rápida, afetando pessoas de todas as idades.

Infeções do ouvido

As infecções do ouvido são bastante comuns, podendo afetar a audição.

Perfuração do tímpano

A perfuração do tímpano quando ocorrida pode deixar lesões que conduzem a perda de audição.

O que fazer?
acumulação-de-sera

Alguns medicamentos (incluindo antibióticos)

É sabido que a medicação ototóxica pode afetar a audição.

Acumulação de cera (cerúmen)

A cera do ouvido tem uma função protetora, fundamental para o normal funcionamento do sistema auditivo. O problema surge quando o ouvido acumula cera, o excesso causa entupimento do canal auditivo.