Como apoiar um familiar ou amigo que tem perda auditiva

Conhece alguém com perda auditiva? Com mais de um 1 milhão de portugueses que sofre perda auditiva, provavelmente sim. A perda auditiva não discrimina . Assim sendo afecta pessoas de todas as idades.

No entanto, não são apenas as pessoas de idade avançada que sofrem de perda auditiva. De facto, 40% das pessoas com perda auditiva têm menos de 65 anos e nos últimos anos tem-se assistido a um crescimento de perda auditiva na população mais jovem.

Apoie um familiar ou amigo que tem perda auditiva

Um impacto enorme na vida e rotina

Quando alguém tem perda auditiva, amigos e familiares são também afectados. Além do mais, a frustração de ambos os lados pode prejudicar essas relações e assim sendo, é muito importante se ajustarem a esta nova realidade e assim manter fortes e vibrantes os laços familiares.

  • Esteja atento às mudanças

    Como a perda auditiva geralmente ocorre gradualmente, amigos e familiares podem ser as primeiras pessoas a perceber. Talvez a pessoa seja resistente à ideia de que tem problemas em ouvir. Explique da possibilidade de perder partes importantes de conversas ou até ser colocada em situações de perigo por causa da deficiência auditiva.

  • Use as melhores práticas de diálogo

    Mostre à pessoa com perda auditiva que você está disposto a fazer mudanças também. Assim sendo, siga as práticas recomendadas de comunicação, como sempre encarar a pessoa, mantendo sua boca descoberta e falar com clareza. Muitas destas acções são de senso comum, mas é preciso esforço para implementá-las em todas as conversas.

  • Incentive a procurar uma solução

    O primeiro passo para minimizar as dificuldades causadas pela perda auditiva é agir e procurar uma solução, entre elas, o uso de aparelhos auditivos.

    Um estudo (1) publicado sobre várias pesquisas científicas que foram feitas comprovou que o uso de aparelho auditivo causa uma significante melhoria na qualidade de vida das pessoas com problemas de perda auditiva.

    Com os avanços tecnológicos, os aparelhos auditivos são cada vez mais discretos e confortáveis tornando a audição mais fácil, natural e clara. E melhor do que tudo, é que existe uma solução adaptada a perda auditiva de cada um.

(1) Fonte: “Evaluation of the Social and Economic Costs of Hearing Impairment”, October 2006, Hear-it AISBL

“Eu tinha bastante perda auditiva e evitava o mais possível o convívio com as pessoas que me rodeiam. Como não ouvia, tentava fazer leitura labial, mas nem sempre era possível. Desde que coloquei os meus aparelhos auditivos, a minha vida mudou por completo. Por exemplo, em casa, a televisão está mais baixa e a família já não reclama.

Além do mais, os convívios passaram a ser frequentes e muito mais alegres.
Sou Auxiliar de Acção Educativa e era muito complicado fazer o meu trabalho. Tinha sempre de pedir para repetirem… agora não, até já peço é para falarem mais baixo! Os meus colegas, na brincadeira, até dizem: “Temos de ter cuidado que agora a Dona Ana ouve tudo…”.

Em conclusão: estou muito contente com a AudiçãoActiva! Foram, e continuam a ser, muito atenciosos comigo, por isso até faço questão de ir visitá-los de vez em quando e levar-lhes uns miminhos.”

Ana MariaBeja

Alguns sintomas
de Perda Auditiva

  • Aumento de volume da televisão e rádio

  • Pedir as pessoas para repetirem o que disseram

  • Dificuldade em ouvir pessoas quando distantes

  • Dificuldade em ouvir um diálogo ao telefone

  • Não ouvir o toque de campainha ou de telefone

  • Certos sons apresentam-se demasiadamente altos

  • Apitos (ou zumbido) em um ou ambos os ouvidos

Sente dificuldades em ouvir todos os sons? Ou conhece alguém que sente? Então não adie. Fale connosco!

Partilhe este artigo com familiares e amigos