icone pin header Veja a loja mais próxima

Celebridades com Dificuldades Auditivas (que provavelmente nem fazia ideia)

header-img-celebridades-com-dificuldades-auditivas

De acordo com a Organização Mundial de Saúde*, as dificuldades auditivas afetam cerca de 430 milhões de pessoas em todo o mundo, nas mais variadas faixas etárias e nos mais variados estratos sociais.

Se tem dificuldades auditivas e se sente, de alguma forma, sozinho, fique a saber que também várias celebridades sofrem com este problema.

Confira abaixo a lista de figuras públicas que vivem com dificuldades auditivas, segundo o site ai-media.tv a People:

Halle Berry

Atriz de renome com uma carreira de sucesso em televisão e cinema, Halle Berry revelou em 2004 que tem uma perda auditiva de cerca de 80% no ouvido direito, resultante de um traumatismo na cabeça.

Whoopi Goldberg

De acordo com o Instituto Nacional de Surdez e Outros Distúrbios da Comunicação (NIDCD)*, cerca de 40 milhões de americanos sofrem de perda auditiva induzida por ruído e esta premiada comediante e atriz está entre eles.

Goldberg, que usa aparelhos auditivos, disse que as suas dificuldades auditivas são o resultado de “anos e anos a ouvir música tão alto e tão perto do tímpano”.

Rainha Isabel II

Em 2020, a Rainha Isabel II foi fotografada, pela imprensa inglesa, a usar um aparelho auditivo, dentro do ouvido direito, quando foi a uma missa na igreja de St. Mary Magdalene, em Sandringham.

Lou Ferrigno

Lou Ferrigno é um ator americano e ex-culturista profissional, mais conhecido por interpretar Hulk no final dos anos 70 e início dos anos 80.

Ferrigno perdeu 80% da audição logo após o nascimento devido a uma infeção de ouvido que não foi tratada adequadamente. Usa aparelhos auditivos desde os cinco anos de idade e aprendeu a ler lábios sozinho.

Ferrigno é um membro ativo da comunidade surda com uma série de instituições de caridade e discursa frequentemente sobre surdez, a comunidade surda e a superação das adversidades associadas a esta condição.

Ludwig van Beethoven

Um dos compositores e músicos clássicos mais famosos do mundo, Beethoven, começou a perder a audição com cerca de 20 anos.

Beethoven, como muitos que viveram no século XVIII, teve muitas doenças e tratamento médico precário, e não há um consenso acerca da causa exata das suas dificuldades auditivas.

Apesar das adversidades, Beethoven continuou a compor até ao seu falecimento, com cerca de 50 anos. Em 2020 comemorou-se o 250º aniversário do nascimento de Beethoven, e o seu legado continua a ser celebrado até aos dias de hoje.
imagem do Beethoven

Neil Young

Em 1991, o famoso cantor e compositor canadense, Neil Young e a banda Crazy Horse lançaram um álbum ao vivo intitulado Weld. No entanto, após a gravação deste álbum, a audição de Young nunca mais foi a mesma.

A exposição prolongada a sons de elevada frequência danificou a audição de Neil Young ao ponto de este decidir parar de gravar música durante alguns anos.

Hoje em dia, afirma: “Ainda tenho um pouco de zumbido, mas felizmente já não sou sensível a sons altos como fui durante um ano, após a gravação de Weld. A minha audição não está perfeita, mas está ok.”

António Sala

Também o nosso embaixador, António Sala, figura incontornável da rádio e televisão portuguesa, há muitos anos que lida com as dificuldades auditivas. A sua profissão teve um enorme peso nisso. Na realidade, foram mais de 50 anos a trabalhar com auscultadores e a ouvir ruídos excessivos, várias horas por dia.

Felizmente, hoje em dia recuperou o prazer de ouvir de forma natural e activa, desde que começou a usar um pequeno aparelho auditivo. Nos últimos anos, António Sala tem contribuído para ajudar a diminuir o estigma associado à perda auditiva e uso de aparelhos auditivos, falando publicamente sobre este tema.

Você pode não partilhar a passadeira vermelha com estas celebridades, mas pode iniciar o caminho para melhorar a sua audição ao agendar uma avaliação com um dos especialistas em aparelhos auditivos da AudiçãoActiva.

Os problemas auditivos não tratados estão associados a outras questões como ansiedade social, depressão e até demência.

Ao tornar a sua audição uma prioridade, aumenta a probabilidade de desfrutar da sua vida em pleno.

*Fontes: NIDCD; ai-media.tv; WHO, People

Especialista de Avaliação AudiçãoActiva

"*" indica campos obrigatórios

Marque uma avaliação e experimente grátis um aparelho auditivo!

Envie o seu número de telefone que nós ligamos gratuitamente

*

* Campos de preenchimento obrigatório

Gostou deste Artigo? Partilhe através da sua plataforma favorita:

Facebook
Twitter
Email

Veja Ainda:

"*" indica campos obrigatórios

Preencha o formulário para ser contactado pela nossa equipa:

*

* Campos de preenchimento obrigatório

Escolha a AudiçãoActiva, escolha ouvir melhor!
Ainda tem dúvidas? Fale connosco:
Especialista de Avaliação AudiçãoActiva

Nota informativa:

Na AudiçãoActiva1 queremos que se mantenha sempre a par das principais novidades e este blog é o mais recente meio de partilha. Aqui serão partilhadas as mais diversas informações. Fique atento e mantenha-se informado!
(1) AudiçãoActiva é uma empresa especializada na área da venda e programação de aparelhos auditivos. AudiçãoActiva não é prestadora de serviços de saúde. Os conteúdos dos artigos disponibilizados nesta página são meramente informativos e as suas fontes encontram-se devidamente referenciadas e confirmadas.